CARTA DO TAROT: A Morte

janeiro 28, 2018
XIII - A Morte 
13 é seu número. Após o encerramento do ciclo de 12, é necessário recomeçar pelo 1. A morte do velho dá lugar ao novo. 12 + 1 = 13.

Ao leste estão duas torres, as precursoras da Jerusalém Celestial, que simbolizam o bem alcançável.  O Sol brilhando é o símbolo da imortalidade irradiando a esperança de um novo dia.

O rio simboliza  o movimento que nunca para: o desenvolvimento.
O barco da morte do faraó como um caminho para uma vida nova. As pessoas, da carta, se direcionam para o oeste, para a esquerda, indicando que não conseguem enxergar o recomeço. Para elas, só há o fim.

O sacerdote em pé, enfrentando o cavaleiro, representa a força da fé. O cavaleiro cavalga para o leste, para a direita, o que indica um novo amanhecer.

A pena vermelha no elmo é um símbolo alquimia da Pedra Filosofal, que na alquimia era chamada de a Primeira Substância e era usada para transformar metais básicos em ouro. Desta substancia estes metais se derivavam. Fazendo a relação, a Pedra Filosofal associa-se a uma transformação espiritual que, gradativamente, conduz à iluminação.

Durante muitos séculos, este foi o arcano mais temido do tarô, aliás, até os dias atuais é uma carta que causa receio nas pessoas.

Esta carta nos fala do principio universal da transformação, do momento do velho sucumbir e dar espaço para o novo. Trata-se de renascimento e renovação, do processo pelo qual chegamos a uma nova realidade, a um novo estado.

Em alguns casos, este arcano retrata a morte física. Para que nosso espirito possa deixar o corpo fisico a fim de viver em outra dimensão, teremos, necessariamente de fazer a transição chamada "morte".

O ideal para evitarmos o grande processo de dor que vivenciamos com ela seria compreende-la na sua totalidade, pois vivemos para ela desde o momento em que pulsamos, pela primeira vez, dentro do ventre materno.

Esta carta diz respeito aos incontáveis ciclos em que, ao longo de nossa existência, rompemos com algo. Ela sempre encerra um ciclo e começa outro. A Morte indica que se chegou ao fim de forma natural. Cortamos aquilo que nos é prejudicial, que não faz mais sentido na nossa vida. É um momento de libertação. Aqui, devemos nos desprender das ultimas amarras, soltar-nos, despir-nos, desapegar-nos, estar aberto para o novo, pois a experiência com este arcano é muito mais profunda do que simplesmente modificar. Somente permanecerá a essência, o que realmente for importante.

Poderão ser padrões de comportamentos e velhas atitudes que, em algum momento de nossa vida, abandonamos para seguir novos conceitos. A Morte retrata todos os nosso ciclos de vida, sejam eles bons ou ruins. Às vezes, poderá nos trazer dor, um momento difícil, pois, nunca estamos preparados para a desintegração, para a libertação, para desapegar-nos. É importante estarmos atentos nesta transição, pois, neste momento de morte, há vida em abundância e para viver-la cabe a nós permitir.

XIII - A Morte
A carta da Morte anuncia o fim de uma fase da vida, abrindo o caminho para uma nova etapa. Representa mudanças e transformações importantes.

Para nos beneficiarmos da mudança, precisamos nos manter abertos para ela e reconhecer que, através de cada experiência da vida, recebemos a oportunidade de crescer e de aprender bastante, em algum nível.

A carta da morte pode nos libertar de coisas que não são mais úteis em nossa vida, embora ainda nos apeguemos a elas, só porque receamos a mudança. Ao fazer isso, negamos-nos novas oportunidades que nos aguardam.

É preciso ter sempre cuidado ao interpretar esta carta, pois sua imagem pode ser muito assustadora. Porém, quando explicada corretamente, os consulentes costumam recebê-la bem, pois podem estar aguardando impacientemente por mudanças importantes. As cartas próximas vão esclarecer a situação.

========================================================================
NO FUTHARK

9 - HAGALAZ
No futhark vamos ter várias runas que irão se repetir em seus arquétipos para determinadas cartas do tarot. Uma delas é a HAGALAZ. HAGALAZ, é aquele fim de ciclo caótico que vem para você quando você quando você mesmo não conseguiu dar fim a uma situação para que ela seja renovada, ou seja finalizada pois já não te serve mais, isso precisa ocorrer para que algo novo entre em sua vida, e que não consegue passagem devido a "insistência" ou permanência de situações que você não conseguiu por si só finalizar.

Em outra postagem, já mencionei HAGAL com a Carta A TORRE.








========================================================================
10 - A Foice
NO BARALHO LENORMAND

A carta A Foice do Baralho Cigano significa cortes bruscos. Rompimento, separação, ponto final. Necessidade de cortar pessoas ou situações de nossas vidas. No trabalho significa demissão. Desprendimento.
Quando a carta A Foice aparece significa que talvez tenhamos que desistir de algo importante para
seguir novos rumos. Uma foice ceifando o trigo representa um corte doloroso, mas necessário.
No amor, a carta A Foice significa separação conjugal, mas quando rodeada de outras cartas positivas indica a possibilidade de uma nova chance.
Para o lado positivo a carta A Foice do Baralho Cigano significa que o plantio foi feito e que é preciso aguardar a colheita. Para o lado negativo, significa perdas, rupturas, fim de relacionamentos tanto profissionais quanto amorosos, mas sempre para nosso bem. 

========================================================================

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.